Porque home office na quarentena não pode ser considerado home office

Com a pandemia muitas pessoas foram forçadas a começar a trabalhar em casa e desde então temos visto muitos comentários sobre isso nas redes sociais, alguns amam e outros odeiam ter que fazer home office.

Porém o que a maioria não percebeu foi que na verdade o que estamos vivendo não tem nada haver com o estilo de home office de verdade.

Eu trabalho em casa desde o final de 2006, ou seja, já são ai quase 15 anos com nessa vida de home office, como uma pessoa caseira e introspectiva a adaptação foi fácil.

Porém ainda assim leva tempo para se adaptar totalmente, visto que é necessário estabelecer uma rotina que nos ajude a ser produtivos e não sugue toda a nossa energia a ponto de vivermos apenas para trabalhar.

Para quem optou pelo home office antes de 2020 essa adaptação com certeza foi bem mais fácil porque houve tempo para se planejar e testar o que funcionava ou não para a pessoa.

Aos que foram forçados a trabalhar em home office, não houve planejamento e nem a chance de se adaptar aos poucos a essa nova rotina, de repente se viram trancados dentro de casa, tendo que se dividir entre trabalho, tarefas domésticas e muitos ainda tendo que cuidar de filhos e animais de estimação.

Além disso, as empresas que não possuíam a cultura de trabalho remoto na ânsia de continuarem produzindo mantiveram cobranças de horas trabalhadas, uma quantidade enorme de reuniões online com duração que pareciam infinitas e em alguns casos até vigilância constante dos colaboradores, como um verdadeiro big brother corporativo.

Isso fez com as que as pessoas ficassem esgotadas, eu mesma confesso que mesmo já estando acostumada depois de tanto tempo dentro de casa me senti mal.

Porque o home office que eu conheço me permite ter flexibilidade de horários e assim eu consigo me dedicar ao trabalho nas horas que eu estou mais disposta, quando bate o cansaço ou preciso espairecer eu posso me dar ao luxo de parar tudo e ir ao cinema, quando deseja-se mudar de ambiente podia muito bem ir trabalhar em um café ou coworking.

Algumas reuniões externas também me ajudavam a sair e interagir com outras pessoas e em alguns momentos eu até mudava de cidade, indo passar uns dias no interior ou no litoral para relaxar mas ainda assim continuar trabalhando.

Home office de verdade é ter flexibilidade de horário, é trabalhar por produtividade e não horas, é não ser obrigada a fica o tempo todo dentro de casa, é poder ter momentos de ócio durante a tarde para ler um livro ou assistir um filme, home office de verdade não é apenas uma forma de trabalho, é um estilo de vida.

Espero que em breve nos possamos voltar a “vida normal” e ai todos tenham a oportunidade de experimentar o que de verdade significa home office.

Avatar

Sobre Andreza Novais

Sou uma micro empreendedora serial e aqui neste espaço compartilho um pouco do meu conhecimento, experiência e tudo o que desperta o meu interesse.