Vamos falar de uniformes em eventos

A palavra uniforme vem do latim e é a junção da palavra unus “um”, mais forma, “aspecto, aparência, molde”. 

O uniforme tem sua origem na Grécia antiga e tem como objetivo identificar e padronizar as pessoas que executam determinadas funções.

Há alguns anos atrás o uniforme era visto apenas como uma peça de roupa para o trabalho, mas com o desenvolvimento dos departamentos de marketing de grandes corporações hoje o uniforme também é usado como uma forma de comunicação e um diferencial, responsável pela identificação de uma empresa. Em alguns setores como hospitalidade, aviação e na área militar o uso de uniformes já é algo tradicional.

Mas vamos falar sobre o uso de uniformes dentro do setor de eventos, em algumas empresas que se preocupam com a qualidade dos serviços prestados o uso de uniforme ou padronização de trajes para o trabalho já é comum, porém na maioria das vezes esse quesito deixa a desejar talvez por falta de orientação ou bom senso dos gestores.

Anos atrás trabalhei em um projeto na temporada de inverno de Campos do Jordão e Petrópolis, na época desenvolveram um uniforme que era composto de calça legging e uma camiseta de manga longa de malha, não preciso nem dizer sobre o desconforto e o transtorno gerado em meio a uma temperatura de -1º C.

Há algumas semanas recebi a foto abaixo de uma amiga, ela estava em uma cerimônia de casamento em uma igreja de São Paulo e ficou indignada com o traje usado pela fotografa, um vestido curto dentro de um templo religioso é no minimo ultrajante não é mesmo.

Em uma outra ocasião me deparei com uma postagem no Instagram onde uma empresa de assessoria e cerimonial apresentava seu novo uniforme, um macacão de malha e renda colado ao corpo em cor clara que poderia ser tornar nude dependendo da cor da pele de quem a vestia e que evidenciava cada curva e outros detalhes do corpo. Sem contar as vezes em que presenciei garçons trajando calça jeans e fotografa de tênis.

Em eventos, especialmente os sociais aonde se atua com diversas culturas e religiões e cujo o trabalho é realizado  em muitos momentos dentro de templos religiosos o cuidado com o traje é primordial. É importante estar atento ao conforto, funcionalidade e elegância do traje sempre considerando as tradições culturais, o ambiente, o clima,  se o uso será interno ou externo, estar preparado para todas as ocasiões é fundamental.

Na ânsia de um diferencial para o uniforme muitos fazem escolhas erradas que comprometem esteticamente a imagem profissional, por este motivo é preciso estar atento há alguns detalhes que NUNCA devem ser considerados como: acessórios chamativos, transparência, decotes, mini saia, blusas de alcinha, calças justas, decotes, fendas, tomara que caia, trajes sensuais e no caso especifico de quem trabalha com casamentos não usar camisas brancas (cor exclusiva da noiva) e nem vestido de festa (você é uma profissional a trabalho e não convidada).

Neste momento estou em Londres passando férias e talvez por conta dos acontecimentos recentes comecei a observar com mais atenção o cuidado que se tem por aqui com os uniformes, especialmente os de uso profissional. Dos profissionais que atuam atendendo a turistas nas ruas aos recepcionistas do Shard (edifício mais alto da cidade) todos se encontram trajados de forma elegante e funcional.

A maioria dos uniformes é composto de terno (jogo de 3 peças composto de calça/saia, colete e blazer), o que faz todo sentido visto ser aqui a origem deste padrão de roupa e ainda dispõem de acessórios como guarda-chuva, chapéu, capas e casacos e sapatos sempre confortável. Na maioria das vezes a cor vermelha é destaque (acredito que tenha haver como uma referência a monarquia).

Abaixo segue algumas fotos:

 

Ao pensar no uniforme de sua equipe leve em consideração que a cor padrão para trabalhadores de eventos é a cor preta e essa cor só deve ser mudada em caso de eventos em local aberto e com clima muito quente, por exemplo, para eventos na praia onde se pode optar por uniformes em tons de bege, azul ou tema navy. Os acessórios como lenços, gravatas e echarpes podem ter a cor ou o estampa com o logo da empresa.

Em alguns casos devido a rotatividade dos colaboradores produzir uniformes acaba se tornando algo muito caro, então neste caso você pode optar por padronizar o tipo de traje, como por exemplo, calça reta, blusa e blazer preto, vestido reto preto e fornecer apenas o botom de identificação em resina ou metal com o nome da empresa e onde seria útil também incluir o nome do colaborador ou função.

É imprescindível que todos os colaboradores desde a equipe de segurança até a brigada da cozinha estejam uniformizados e identificados de forma adequada a sua função fazendo desta forma a distinção entre os profissionais a serviços e os participantes do evento.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *